Pular para o conteúdo principal

PEDAGOGIA E CONSCIÊNCIA AMBIENTAL; A VIDA AGRADECE.


     Nesta quinta-feira, dia 11 de abril de 2013, funcionários da Prefeitura de São Bento do Tocantins fizeram serviços de limpeza e coleta de lixo na localidade Veredão, naquele município. Os serviços de limpeza foram realizados junto com moradores do local.
Funcionários da Prefeitura de São Bento do Tocantins, fazem limpeza e coleta de lixo na localidade Veredão. (foto: Antônio Veríssimo. 2013)


Poder público e sociedade; juntos podemos realizar. (foto:
Antônio Veríssimo. 2013)
        Essas políticas de coleta de lixo são necessárias e deveriam ser adotadas por todas as Prefeituras da região. Sendo que cuidar do meio ambiente é uma responsabilidades não só das prefeituras, esse é um dever e uma obrigação de cada um de nós. Vamos continuar acompanhando e alertando nossos vizinhos sobre os cuidados que devemos ter com nosso patrimônio ambiental. Podemos nos articular e nos unir para monitorar, vigiar e corrigir as práticas equivocadas e erradas de alguns cidadãos, empresas e políticos.
        As Prefeituras deveriam providenciar locais adequados para destinar seus próprios resíduos. Porém isso na prática não está acontecendo, infelizmente algumas prefeituras ainda insistem em jogar lixo de qualquer jeito e em locais impróprios. Um mau exemplo é a prefeitura de Tocantinópolis (TO), que ainda joga lixo a céu aberto, às margens da estrada de acesso às aldeias São José e Serrinha. E o pior, é que esses resíduos, são queimados e jogam grandes quantidades de poluentes na atmosfera.
    Todos sabem da importância de se preservar nosso patrimônio ambiental. Isso é relevante para a vida da população local, índios e não- índios que dependem e exploram essa enorme riqueza e essas belezas naturais, que são nossas florestas, nosso cerrado e nossas águas. Lembrando que os principais ribeirões que banham os municípios vizinhos nascem dentro da área Apinajé.
Trecho do Ribeirão dos Caboclos,  dentro da área Apinajé, no município
de São Bento do Tocantins. (foto: Antônio Veríssimo. 2013)
      
      Dessa forma cabe à todos nós cuidar e zelar nossa própria casa. Pelo menos não sair por aí jogando lixo em qualquer lugar. Estamos alertando à todos os moradores das cidades e povoados vizinhos que não joguem lixos na área indígena Apinajé. Joguem o lixo no lixo.  E nosso cerrado, rios e florestas agradecem.










Terra Indígena Apinajé, 14 de abril de 2013.


Associação União das Aldeias Apinajé-PEMPXÀ.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POVO APINAJÉ DE LUTO

Morre a líder e cacique Maria Ireti Almeida Apinajé
       Informamos com profundo pesar e tristeza a todos os parentes (lideranças) indígenas de outros povos do Estado do Tocantins e do Brasil, bem como aos aliados da causa indígena e parceiros ambientalistas e indigenistas, o falecimento de Maria Ireti Almeida Apinagé, ocorrido no último dia 02 de junho de 2017, sexta-feira. O triste fato aconteceu na aldeia Brejinho na Terra Apinajé, onde morava com familiares. As causas ainda não foram totalmente esclarecidas ou determinadas.      Apesar da idade, Maria Ireti Almeida Apinagé, era mulher forte, guerreira e militante incansável da causa indígena. Na condição de mulher indígena, mãe, avó, trabalhadora, conselheira e liderança do povo Apinajé, cumpriu sua missão participando de inúmeras mobilizações e manifestações locais, regionais e nacional em prol da vida dos povos indígenas. Assim Maria Ireti Almeida Apinagé com sua força cultural, sabedoria, simplicidade, conhecimento de causa, s…

MANIFESTO DO POVO APINAJÉ

NÃO AO GOLPE; NENHUM DIREITO A MENOS!
      Nós caciques e lideranças Apinajé, incluindo jovens estudantes, professores, conselheiros, mulheres e idosos reunidos nos dias 02, 03 e 04 de maio de 2017 na aldeia Prata, T.I. Apinajé no município de Tocantinópolis – TO no Norte de Tocantins, somando mais de 100 pessoas viemos a público manifestar contra qualquer reforma e retrocesso conduzidos pelo governo Michel Temer que estejam comprometendo nossas conquistas e ameaçando nossos direitos sociais, ambientais e territoriais garantidos na Constituição Federal do Brasil.          Consideramos que esse governo, junto com a maioria dos parlamentares do Senado e da Câmara e parte do Judiciário têm atuado de forma agressiva para retirar nossos direitos constitucionais. Nos últimos anos estamos sendo violentamente ignorados e agredidos por setores empresarias e políticos articulados dentro dos três poderes da Republica.         Com a finalidade de roubar nossos territórios, esses parlamentares tent…

AGROECOLOGIA

Articulação Tocantinense de Agroecologia-ATA e Povo Apinajé, define data e local do 3º Encontro Tocantinense de Agroecologia      Durante o 2º Encontro Tocantinense de Agroecologia realizado no Quilombo Malhadinha, surgiu a proposta de realizar o próximo encontro na Terra Indígena Apinajé, localizada no município de Tocantinópolis no Norte de Tocantins. Dessa forma, na última terça-feira, 21 de março de 2017 realizamos na aldeia Brejinho, Reunião da Articulação Tocantinense de Agroecologia - ATA, na qual discutimos as possibilidades e condições do 3º Encontro Tocantinense de Agroecologia ser realizado na T.I. Apinajé.        Após intensa conversa entre as lideranças da Associação União das Aldeias Apinajé - Pempxà, Associação Pyka Mex e representantes da APA-TO, COEQTO, MIQCB, MAB, CIMI e UFT Campus de Tocantinópolis-TO, decidimos que o 3º Encontro Tocantinense de Agro ecologia será mesmo realizado na aldeia Patizal, na T.I. Apinajé, no período de 23 a 26 de novembro de 2017        Selma…