CULTURA

ENCERRAMENTO DO PÀRKAPER (TORA GRANDE) 2013
Jovens Apinajé durante corrida de Tora. (foto: Antônio Veríssimo. set. 2013)
   Nos dias  2 e 3/09/2013, foram  celebrados na aldeia São José, os momentos finais do Tora Grande 2013, que teve a duração de um mês. A Tora Grande  (ou Pàrkaper) é uma celebração religiosa que realizamos para lembrar e homenagear nossos parentes falecidos (as). Este ano durante todo o mês de agosto houve intensas mobilizações e atividades culturais que envolveram  os famíliares e parentes próximos das pessoas homenageadas.
Jovens Apinajé visitam local de preparação das toras (foto:
Antônio Veríssimo. agosto 2013)
        Nesse período de um mês, foram  realizadas a derrubada,  escavação e preparação das toras de buriti (Tora Grande),  também ,foram  preparados os enfeites com  miçangas, ornamentos de penas de papagaio, tintas de genipapo e urucum; usados durante toda  a celebração.
    Algumas comunidades também organizaram  mutirões para fazer serviços de broca e derrubada das roças familiares e  todos os dias no período da tarde eram  realizadas corridas com toras pequenas entre as aldeias Brejinho, Bacabinha, Furna Negra, Areia Branca e São José. 
   Nas  últimas semanas do evento tivemos a participação de pelo menos 30 famílias vindas das aldeias; Brejinho, Bacabinha, Patizal, Prata, Cocal Grande, Bacaba, Boi Morto, Serrinha, Abacaxi, Formigão, Aldeinha, Areia Branca e Furna Negra, somando mais de 350 pessoas. Tivemos também a presenças e  participação de famílias e lideranças do povo Krahô vindas da Aldeia Nova e Pedra Branca, município de Goiatins (TO).
    A realização da tora grande 2013, foi mais um importante momento de manifestação cultural, intercambio entre os povos,  transmissão de nossos saberes tradicionais e religiosidade aos  jovens. Estão de parabéns as famílias, as lideranças, os conselheiros, os anciãos, os professores e estudantes que se empenharam em  realizar  nossa própria cultura; celebrando esse importante ritual de nossos valores, nossa fé, nossas crenças e espiritualidade.
   O resgate, a realização de nossa cultura e  a valorização de nossos modos de viver é algo positivo e fundamental para garantir o futuro de nossas crianças; enganadas e seduzidas todos os dias por falsos “valores” e usos e costumes estranhos.



Terra Indígena Apinajé, setembro de 2013.




Associação União das Aldeias Apinajé-PEMPXÀ.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POVO APINAJÉ DE LUTO

VII ASSEMBLEIA DA PEMPXÀ

POLÍTICA