Pular para o conteúdo principal

ORGANIZAÇÃO INDÍGENA

PROGRAMAÇÃO DA VI ASSEMBLEIA ORDINÁRIA DA ASSOCIAÇÃO PEMPXÀ

Na perspectiva de continuar fortalecendo nossa organização e afirmar nossas lutas cada vez mais unidos, no período de 16 a 21 de setembro de 2015, estaremos realizando nossa VI Assembleia Ordinária da Associação União das Aldeias Apinajé-Pempxà. Pela 1ª vez nossa grande assembleia anual será realizada na aldeia Irepxi. Na ocasião serão debatidos assuntos internos e as ameaças externas que estamos enfrentando nos últimos anos. Mas, esse também é momento alegre, de  manifestar nossa cultura e receber nossas lideranças, parentes e amigos. A todos os convidados índios e não-índios, sejam todos bem vindos ao  nosso evento. 

PROGRAMAÇÃO

Data: 16 a 21 de setembro de 2015
Local: Aldeia Irepxi, Terra Indígena Apinajé
Município: Tocantinópolis (TO)

                                                                 
DIA
Manhã
Tarde
Noite
16/09/15
Saída das aldeias
Chegada e Jantar
Às 19h30: Noite Cultural; Cantorias
17/09/2015
Às 7h30: Café e às 8h30 Abertura da VI Assembléia, apresentação dos caciques e leitura da última ata
Às 14h00: Debater o PBA Timbira; Projetos 2015/16 e equipamentos CESTE
Jantar e às 19h30: Noite Cultural; Cantorias
18/09/2015
Às 7h30: Café e às 8h30 Inicio: Debater os Grandes Projetos; Desmatamentos, Hidrelétricas e Queimadas
Às 14h00: Debater questões de Saúde, Alcoolismo e Política (Eleições 2016)
Jantar e às 19h30: Apresentação de Vídeos e Cantorias
19/09/2015
Às 7h30: Café e às 8h30, debater sobre a Proteção da Terra Apinajé, pela FUNAI e IBAMA
Às 14h00: (continuação)  debate sobre a Proteção da Terra Apinajé, pela FUNAI
Jantar e às 19h30 Noite Cultural; Vídeos e Cantorias
20/09/2015
Às 7h30: café e às 8h30 Debater sobre a PEC 215 e a Política Indigenista (convidado CIMI)
14h00: Inauguração da Sede e Corrida de Toras
Jantar e às 19h30: Noite Cultural; Cantorias
21/09/2015
Às 7h30: café e às 8h30: Avaliação, leitura e assinatura da ata
Às 12h00: Encerramento e volta para as aldeias




                                                                  Terra Indígena Apinajé, 05 de setembro de  2015

Associação União das Aldeias Apinajé-Pempxà

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

POVO APINAJÉ DE LUTO

Morre a líder e cacique Maria Ireti Almeida Apinajé
       Informamos com profundo pesar e tristeza a todos os parentes (lideranças) indígenas de outros povos do Estado do Tocantins e do Brasil, bem como aos aliados da causa indígena e parceiros ambientalistas e indigenistas, o falecimento de Maria Ireti Almeida Apinagé, ocorrido no último dia 02 de junho de 2017, sexta-feira. O triste fato aconteceu na aldeia Brejinho na Terra Apinajé, onde morava com familiares. As causas ainda não foram totalmente esclarecidas ou determinadas.      Apesar da idade, Maria Ireti Almeida Apinagé, era mulher forte, guerreira e militante incansável da causa indígena. Na condição de mulher indígena, mãe, avó, trabalhadora, conselheira e liderança do povo Apinajé, cumpriu sua missão participando de inúmeras mobilizações e manifestações locais, regionais e nacional em prol da vida dos povos indígenas. Assim Maria Ireti Almeida Apinagé com sua força cultural, sabedoria, simplicidade, conhecimento de causa, s…

HIDRELÉTRICAS

HIDRELÉTRICAS NA AMAZÔNIA: CONSTRUINDO DIÁLOGOS, TROCANDO EXPERIÊNCIAS CARTA DOS POVOS INDÍGENAS JURUNA, XERENTE, APINAJÉ  E KAYABIAs violações de direitos indígenas e direitos humanos no processo de construção de usinas hidrelétricas na Amazônia se repetem nas três Bacias hidrográficas do Tocantins-Araguaia, Xingu e Tapajós



No período de 27 a 29 de junho, mais de 50 lideranças indígenas representantes dos povos Juruna /PA, Kayabi/MT, Xerente e Apinajé/TO, estivemos reunidos na 3ª Oficina realizada pela RBA (Rede Barragens Amazônica), com o tema; “Hidrelétricas e povos indígenas- construindo diálogos, trocando experiências”, que aconteceu na aldeia Paquiçamba, região da Volta Grande do Xingu. Na Oficina debatemos o polêmico e traumático processo de construção de hidrelétricas nos rios da Amazônia e do Cerrado. As lideranças indígenas explicaram sobre o processo antes, durante e após a implantação das obras. Falaram dos conflitos com os empreendedores, das ameaças que estão expostos  e d…

1ª OFICINA DE ARTESANATO E SABERES TRADICIONAIS DO POVO APINAJÉ

1ª OFICINA DE ARTESANATO E SABERES TRADICIONAIS DO POVO APINAJÉ.


Nos dias 10, 11 e 12 de outubro de 2012, foi realizado na aldeia Patizal terra indígena Apinajé, município de Tocantinópolis-TO, a 1ª Oficina de Artesanato e Saberes Tradicionais do Povo Apinajé. O evento teve a participação 80 pessoas, entre anciões, alunos, mulheres e professores.
       A realização dessa oficina  teve a finalidade  propiciar um espaço social e cultural, onde os mais idosos, que são detentores de conhecimentos e saberes tradicionais, podem estar ensinando e repassando aos mas jovens, alguns conhecimentos e saberes do povo Apinajé.

       Os participantes gostaram da ideia, e pediram que seja realizados mais vezes, (pelo menos uma vez por ano) essas oficinas. Essa primeira edição da oficina de artesanato, foi uma parceria da Associação União das Aldeias Apinajé-PEMPXÀ, com a Supervisão de Educação Indígena do MEC/DRE-Delegacia Regional de Ensino de Tocantinópolis-TO  e da FUNAI/CTL de Tocantinópolis e t…