Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2017

MESTRADO

Escola, meio ambiente e conhecimentos

A busca persistente pelo conhecimento e o saber é condição fundamental para a evolução da pessoa humana e o desenvolvimento da sociedade em que vive. Por essa razão os povos indígenas e suas lideranças se superam preparando se para enfrentar questões e problemas comuns de suas comunidades, que a cada dia se apresentam cada vez mais desafiadores e difíceis.

Seja para defender seus territórios e suas culturas e, empreender lutas socioculturais e políticas para garantir direitos, seja para buscar uma carreira profissional, os indígenas por conta própria escolhem nas diversas áreas do conhecimento aquilo que gostam e querem seguir na vida.

Assim muitos indígenas estão se organizando e buscando na “educação diferenciada” condições e formas de resistir e garantir sua sobrevivência física e cultural numa conjuntura cada vez mais incerta e ameaçadora. Atualmente pelo esforço próprio alguns indígenas tocantinenses se formaram (ou estão se formando) em medicin…

EDUCAÇÃO

IFTO oferece dois Cursos para indígenas Apinajé
Em 2016 tivemos os primeiros contatos com professores e acadêmicos do INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TOCANTINS-IFTO, que visitaram a TI. Apinajé. Atendendo o convite do IFTO em 17 de abril deste ano participamos das atividades da Semana dos Povos Indígenas 2017 realizadas no Campus do IFTO de Araguatins -TO. No mês de outubro professores do Campus de Araguatins estiveram na aldeia São José fazendo a abertura das inscrições do Vestibular do IFTO de 2017.
No último dia 19/12/17 na aldeia Cipozal, no município de Tocantinópolis-TO, estivemos reunidos com as Professoras Lucinalva e Cássia e ainda o Professor Miguel, que vieram acompanhados de acadêmicos dos Cursos de Agroecologia e Computação Básica do Campus de Araguatins. Na ocasião os visitantes apresentaram para as lideranças propostas de duas Disciplinas que estão sendo ofertadas para os indígenas Apinajé.

O Curso de Agroecologia propõe trabalhar a parte teórica e …

EXTRATIVISMO

Encontro de Mulheres Apinajé O VI Encontro de Mulheres Apinajé realizado no período de 12 a 16 de dezembro de 2017, na aldeia Bacabinha, TI. Apinajé debateu usos e aproveitamentos da Palmeira babaçu. Ao menos 60 mulheres vindas das aldeias Apinajé participaram das palestras, oficinas de artesanatos, quebra e extração das amêndoas, fabricação do óleo de babaçu e outras atividades agroecológicas.Esse Encontro foi uma parceria da Associação Pempxà, FUNAI, prefeituras de Cachoeirinha e São Bento do Tocantins. Esse foi mais um importante encontro da agroecologia realizado na TI.Apinajé, e serviu como espaço de intercambio, troca de experiências, transmissão de saberes e desenvolvimento cultural. Nesse Encontro as lideranças mais idosas, de maneira pratica e natural repassaram aos mais jovens os valores socioambientais definidos nas relações recíprocas existentes com essa palmeira, que há muitos anos utilizamos em nosso dia-a-dia. Assim em cada Encontro aprende se sobre os valores e a importâ…

CARTA DO 3º ENCONTRO TOCANTINENSE DE AGROECOLOGIA

CARTA DO III ENCONTRO TOCANTINENSE DE AGROECOLOGIAA terceira edição do Encontro Tocantinense de Agroecologia foi realizado entre os dias 23 e 26 de novembro na Aldeia Cipozal, Terra Indígena (TI) Apinajé, no Tocantins. Confira o documento final: No  III Encontro Tocantinense de Agroecologia, realizado no período de 23 a 26 de novembro de 2017, na aldeia Cipozal, Terra Indígena Apinajé, município de Tocantinópolis, Tocantins, tivemos relevante participação de povos indígenas, camponeses, quilombolas, quebradeiras de coco e suas organizações representativas vindos de assentamentos, aldeias, quilombos e cidades do Estado do Tocantins. A chegada das caravanas vindas de todas as regiões do Tocantins e de outros Estados à aldeia Cipozal aconteceu na tarde do dia 23. O III Encontro Tocantinense de Agroecologia é uma importante conquista e realização desses lutadores e lutadoras, protagonistas da resistência camponesa e indígena na região Norte de Tocantins, mais conhecida como “Bico do Papaga…

FÓRUM MUNDIAL DA ÁGUA

Informes sobre o Fórum Mundial da Água e  sobre o Fórum Alternativo Mundial da Água


1.O 8° Fórum Mundial da Água – FMA acontecerá em Brasília entre os dias 18 a 23 de março de 2018. O Fórum Mundial da Água terá todo o apoio do governo local (GDF) e do governo federal através da Agencia Nacional de Águas - ANA. Estimam-se reunir em torno de 30 mil pessoas (empresários e representantes de governos e das instituições da ONU entre outros) em Brasília.
2.O evento é organizado pelo Conselho Mundial da Água, instituição que reúne cerca de 400 organismos internacionais, governamentais, da sociedade civil, do setor privado e da academia. Essas entidades estão espalhadas por aproximadamente 70 países. Além destes, figuram como membros do Conselho, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura - UNESCO, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura - FAO, o Banco Mundial; o Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos - ONU-HABITAT e a Conven…

MEIO AMBIENTE

ATIVISTAS DO WWF VISITAM A REGIÃO DO MATOPIBA A visita à região acontece entre o final de novembro e início de dezembro de 2017. Nesta ocasião os ativistas do WWF se encontram com lideranças indígenas, quilombolas e pequenos trabalhadores rurais para tratar sobre o avanço do PDA Matopiba e as ameaças que esse projeto representa para essas comunidades e seus territórios. A exemplo da primeira vez, a comitiva do WWF visita cidades, fazendas, assentamentos, pequenos produtores rurais, comunidades indígenas e quilombolas nos Estados de Maranhão, Piauí, Tocantins e Bahia, região de abrangência do Matopiba. Os ativistas que compõem a comitiva querem saber ainda como acontece o cultivo de grãos (especialmente a soja) nessa região de Cerrado. A visita a aldeia Patizal, na terra indígena Apinajé, localizada no Norte de Tocantins ocorreu na manhã do dia 27/11/17, segunda-feira.
Associação União das Aldeias Apinajé - Pempxà

AGROEXTRATIVISMO

O VI Encontro das Mulheres Apinajé será realizado no período de 12 a 16 de dezembro de 2017 na aldeia Bacabinha, no município de Tocantinópolis - TO. O Encontro debaterá as práticas, os usos e aproveitamentos da palmeira babaçu nas comunidades Apinajé. Esse é mais um evento realizado povo Apinajé, desta vez em parceria com as prefeituras de Maurilândia e Cachoeirinha.

CARTA DO 3º ENCONTRO TOCANTINENSE DE AGROECOLOGIA

CARTA DO III ENCONTRO TOCANTINENSE DE AGROECOLOGIA No III Encontro Tocantinense de Agroecologia, realizado no período de 23 a 26 de novembro de 2017, na aldeia Cipozal, terra indígena Apinajé, município de Tocantinópolis, Tocantins, tivemos relevante participação de povos indígenas, camponeses, quilombolas, quebradeiras de coco e suas organizações representativas vindos de assentamentos, aldeias, quilombos e cidades do Estado do Tocantins. A chegada das caravanas vindas de todas as regiões do Tocantins e de outros Estados, à aldeia Cipozal aconteceu na tarde do dia 23.O III Encontro Tocantinense de Agroecologia é uma importante conquista e realização desses lutadores e lutadoras, protagonistas da resistência camponesa e indígena na região Norte de Tocantins, mais conhecida como “Bico do Papagaio”. Nas décadas de 1970 e 1980 essa região foi palco de intensas lutas dos trabalhadores(as) rurais e das quebradeiras de coco. Naqueles tempos sombrios de violência e opressão, para não entregar…

AGROECOLOGIA

III Encontro Tocantinense de Agroecologia será realizado na aldeia Cipozal       As condições precárias e a manutenção das estradas vicinais de acesso à aldeia Patizal, não foram resolvidas a tempo e o III Encontro Tocantinense de Agroecologia, não será mais realizado naquela comunidade, conforme ficou decidido.         Entre os dias 05 a 11 de novembro de 2017, após avaliação das condições daquelas estradas, as lideranças Apinajé e parceiros do CIMI, que fazem parte da Comissão Organizadora em comum acordo decidiram que o Encontro será realizado na aldeia Cipozal na data prevista, ou seja, nos dias 23 a 26 de novembro de 2017.        Na semana passada as lideranças Apinajé e membros da Comissão Organizadora do Encontro tentaram uma conversa com prefeito Paulo Gomes de Sousa para solicitar recuperação do trecho mais critico da estrada, mas foram informados que o mesmo estava viajando. Na conversa que tiveram com o Sr. Salomão, secretario de Agricultura, o mesmo afirmou que a prioridade d…

MUDANÇAS CLIMÁTICAS

COP 23: Survival pede maior presença indígena na conferência climática3 de novembro de 2017
A Survival International está pedindo que os líderes mundiais reconheçam o papel crucial que os povos indígenas possuem na preservação do meio ambiente, nas vésperas da conferência COP 23 em Bonn, na Alemanha. A conferência, que será realizada entre 6 e 17 de novembro, ocorre em seguimento às discussões sobre mudanças climáticas em Paris em 2015, e trará representantes governamentais e ativistas do mundo inteiro, incluindo indígenas, para discutir temas relacionados ao meio ambiente. Indígenas brasileiros protestam na Europa pelos seus direitos © Survival International A Survival lidera o apelo global por um modelo de conservação do meio ambiente que respeite os direitos dos povos indígenas. Isso tem sido crescentemente reconhecido por autoridades internacionais, como a Relatora Especial da ONU sobre os direitos dos povos indígenas, Victoria Tauli-Corpuz.

Davi Kopenawa, um xamã Yanomami conhecid…